A reabilitação da Casa Sommer, em Cascais

CasaSommerPor: José d’Encarnação

Está disponível no endereço

http://recil.grupolusofona.pt/jspui/handle/10437/5645 

o texto integral da dissertação intitulada Reabilitação de Estruturas Edificadas. Casa Sommer, Cascais, defendida, com êxito, por Carlos Franco, em Lisboa, na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, no passado dia 28 de Julho de 2014, para obtenção do grau de Mestre em Arquitectura, dissertação que preparara sob orientação do Professor Doutor António José Marques Vieira de Santa-Rita, docente naquela universidade.

 

 

 

 

 

 

Como pode ler-se na síntese, a pesquisa levada a efeito teve «como objectivo o desenvolvimento de um modelo de avaliação e diagnóstico das causas das patologias, num processo de remodelação de um edifício do princípio do século XX e ainda no estudo das possíveis medidas correctivas, numa fase primária de avaliação».

Usaram-se, naturalmente, «as tecnologias actuais»; procurou compreender-se «a tectónica original», a fim de poderem optimizar-se as soluções para este tipo de reabilitação. Tomaram-se em conta «as características históricas e morfológicas da construção», uma vez que é a Casa Sommer notável exemplo das chamadas «casas de veraneio», erguidas na vila pela nobreza e burguesia, nos finais do século XIX e primórdios do XX, desejosas de por aqui acompanharem a Corte em época balnear.

Recorde-se que está previsto albergar o edifício o Arquivo Municipal, ora provisoriamente nas instalações camarárias da Adroana.

Congratulamo-nos, obviamente, com o estudo feito e com a sua disponibilização, para que, desta sorte, a população dele possa ter mais aprofundado conhecimento.

Reproduz-se, com a devida vénia, a fig. 34, uma das muitas que ilustram este trabalho académico.

 

 

 

cyberjornal, 21 Janeiro 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!