Museu da Vila abre em Cascais

museuila3Por: Pepita Tristão

Foi inaugurado na tarde de ontem, dia 20, um novo espaço museológico em Cascais. O Museu da Vila localiza-se no piso térreo do Palácio Condes da Guarda (Câmara Municipal de Cascais) e dá a conhecer ao visitante a história da vila e do concelho, desde o Neolítico até ao início do século XX. Dividido em cinco áreas temáticas, o espaço apresenta novas tecnologias que interagem com o visitante.

 

 

 

 

 

 

 

museuvila8A inauguração presidida pelo presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, juntou diversos autarcas e ex-autarcas, vários historiadores e outras personalidades da cultura concelhia, para além de numerosos munícipes, curiosos de conhecer o novo espaço museológico integrado no Bairro dos Museus.

 

 

Após franquear a entrada, o visitante pode apreciar o Estandarte de Armas e ficar a conhecer o seu significado, o Foral de Cascais outorgado em 1514 por D. Manuel I e recentemente restaurado pela autarquia, assim como algumas das muitas peças da era pré-histórica, achadas no concelho, caso das Sandálias Votivas, e artefactos fúnebres que acompanhavam os mortos na sua última viagem.

 

Museuvila4

Algumas soluções multimédia dão oportunidade ao visitante de interagir e navegar pela história de Cascais. É nas asas de uma gaivota  que são proporcionadas visitas temáticas escolhidas pelo utilizador e à velocidade do seu próprio tempo.

 

A iluminação do espaço interage com os visitantes à medida que se aproximam de determinada área.

 

Pretende a autarquia que o Museu da Vila contribua para a divulgação e promoção da «cultura e identidade do Município, valorizando o seu património, material e imaterial, histórico e presente, junto de todos os públicos», o que, dado a sua localização central nos parece uma aposta ganha.

 CascaisCMC18Abr14PT

De salientar que o próprio edifício e o seu entorno encerram muita da história da vila. O palácio revestido por vasto conjunto azulejar, merece ser igualmente visitado, para se apreciarem os azulejos que ornamentam a escadaria, assim como os que decoram o Salão Nobre. Seria também um bom complemento da visita ao Museu, uma espreitadela ao castelo, enquanto se aguarda a musealização das cetárias  romanas (tanques destinados à salga de peixe) existentes na Rua Marques Leal Pancada.

 

 

 

Cyberjornal, 21 Julho 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!