Odrinhas: uma evocação, um futuro!

MuseuOdrinhas015(E)

 

 

Na sessão da Classe de Letras da Academia das Ciências de Lisboa, que se realizou na tarde de quinta-feira, 22 de Outubro, o professor Dr. José d’Encarnação apresentou uma comunicação intitulada «Odrinhas: uma evocação, um futuro!».

Depois de ter definido a Epigrafia como a ciência que estuda a forma como o Homem seleccionou ideias para as transmitir aos vindouros, o académico concluiu ser necessário mostrar as epígrafes, expondo-as.

 

 

 

 

 

 

 

E, assim, o Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas, em Sintra, assumindo-se, neste momento, como museu epigráfico, surgiu da necessidade de se exporem as muitas inscrições romanas encontradas na região, resultado da presença de pedreiras, por um lado, e, por outro, do facto de os seus habitantes, nesse longínquo século I da nossa era, sentirem orgulho em mostrar quem eram.

Deu-se conta do que foi o primeiro museu, que viria a dar lugar a um novo espaço museológico, bem gizado, dentro da arquitectura tradicional local, pelo Arqº Léon Krier e sua equipa, um projecto internacionalmente reconhecido como exemplar, inaugurado a 11 de Setembro de 1999.

Depois de uma antecâmara dedicada à escrita etrusca, há a grande ‘basílica’ das epígrafes romanas, a que se segue a epigrafia paleocristã e a epigrafia medieval e a dos nossos dias, não sem se ter passado, antes, pela sala do Cronos devorator, a mostrar a reutilização de epígrafes romanas para os mais diversos fins.

Salientou-se a bibliografia epigráfica de excelência que a biblioteca recolheu, com exemplares únicos, e, em jeito de aliciamento a uma visita, mostrou-se o que eram cupas, falou-se das lendas que as inscrições proporcionam e realçou-se o elevado interesse histórico do local, ora em escavação, em que se situou o santuário ao Sol e à Lua, num planalto sobranceiro, na Praia das Maçãs, à foz do rio de Colares.

Referiram-se, a terminar, inúmeras iniciativas que mostram ser este um museu vivo e sempre pejado de atracções.

 

 

 

cyberjornal, 22 Outubro 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!