Um alerta sobre o Paço Real de Caxias

caxiasPallacioQuinta RealPor: José d'Encarnação

Sob o título «Palácio sob tutela militar vandalizado e a cair aos bocados em Caxias», publicou José António Cerejo, na edição do passado dia 22 do jornal Público, uma reportagem que vem na sequência de o movimento cívico denominado Fórum Cidadania Lisboa, ao tomar conhecimento da situação, não ter hesitado em enviar, no dia anterior, ao ministro da Defesa, Azeredo Lopes, uma carta a pedir esclarecimentos e a perguntar se já se pensou no assunto.

 

 

 

 

 

 

CaxiasQReal15p2pppClaro que o senhor ministro, recém-empossado, terá respondido que o seu ministério estava agora a estudar esse e outros casos pendentes, uma vez que a hipótese, que se pusera em 2012, de alienação do imóvel ficara sem consequências práticas.

Classificado, em 1953, como imóvel de interesse público, esse «pequeno palácio» «mandado construir por D. Francisco de Bragança, irmão de D. João V» é, agora, continua o articulista, «um casebre imundo, abandonado, vandalizado, saqueado, à beira da ruína».

«Convivi» com o palácio em 1971, quando prestei serviço militar no Centro de Estudos Psicotécnicos do Exército ali ao lado; lembrava-me de, após a recuperação dos jardins do paço levada a efeito, em 1986, pela Câmara de Oeiras, ali ter assistido a um bem agradável jantar que terminou por bonita girândola pirotécnica numa das fontes (salvo o erro); e porque sabia estar o meu colega e amigo Carlos Beloto ligado, de certo modo, ao local, quis saber a sua opinião a esse respeito.

Respondeu-me que «longe de discordar da necessidade de se recuperar o património e, em particular, a Quinta Real de Caxias na qual se integra o Paço Real», poderia aproveitar o ensejo para me dar alguns esclarecimentos acerca da história da Quinta, o que muito lhe agradeço.

Assim:

1. Os jardins e cascata foram iniciados, em 1775, pelo príncipe D. Pedro de Bragança, mais tarde D. Pedro III pelo casamento com D. Maria I. O citado D. Francisco de Bragança havia morrido em 1742.

2. O Paço começou a ser construído em Agosto de 1785. É, portanto, uma obra 30 anos posterior ao terramoto de 1755.

3. O Paço serviu para apoio à Família Real nas suas deslocações a Caxias, quer para assistir à partida dos grandes barcos para a Índia ou Brasil, quer para assistir às vindimas ou aos muitos jantares, lanches e festas de que temos notícia. Depois do regresso da Corte do Brasil, o Paço passou a ser residência temporária dalguns personagens ligados à Corte, como, por exemplo, a Imperatriz (mulher de D. Pedro IV), a sua filha, o próprio rei D. Luís, enquanto o Palácio da Ajuda não ficou habitável.

4. Quanto à classificação, é bom referir que só foram classificadas duas salas do piso intermédio, ou seja, o salão nobre e o quarto da Imperatriz.

5. Acrescente-se que foram feitos, a partir de 2007, estudos e investigações que permitiram descobrir as telas pintadas das duas dependências classificadas, que, a expensas da Câmara Municipal, se fotografaram em alta resolução, material que se encontra pronto para publicação.

6. Simultaneamente, um grupo de voluntários coordenados pelo próprio Carlos Beloto procedeu ao levantamento de todo o edifício em autocad.

7. Embora, de facto, o aspecto geral do interior seja deprimente, a estrutura do imóvel mantém-se em bom estado de conservação, graças à reparação total do telhado, executada nos anos 70 do século passado.

8. Tem-se consciência de que a documentação que era importante se conseguiu salvar e estão, de facto, a ser equacionadas propostas de programa em colaboração com a Câmara Municipal de Oeiras; contudo, enquanto se mantiver pendente a questão da posse do edifício, eventualmente para o Município, não são muito largas as passadas que é possível dar.

Por isso, todos os alertas não são de somenos a fim de as entidades competentes se consciencializarem da realidade e venham a adoptar medidas para se preservar e valorizar um património arquitectónico e artístico que enobrece Caxias.

 

 

 

 

 

cyberjornal, 31 Dezembro 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!