Teatro de Torga evocado em Paris

TorgajDEPor: José d’Encarnação

Na delegação de Paris da Fundação Calouste Gulbenkian, Graça dos Santos e Clara Rocha (a filha do escritor), evocarão, no próximo dia 30, a obra dramática de Miguel Torga, numa conferência-espectáculo a que foi dado o título de «Le théâtre de Miguel Torga et ses reverbérations» – informa o Lusojornal ( www.lusojornal.com ), na pág. 15 da sua edição de hoje, recorte que se anexa.

 

 

 

 

 

 

Será uma forma de assinalar os 20 anos passados sobre a morte do conceituado escritor. Clara Rocha falará da obra do pai no seu conjunto; Graça dos Santos referir-se-á à sua escrita dramática; um grupo de actores representará passos de Terra Firme, Mar e O Paraíso; Gonçalo Cordeiro acompanhará, à guitarra clássica, executando peças de Fernando Lopes-Graça.

Ainda na passada 5ª feira, dia 15, num dos auditórios da Universidade Lusófona, em Lisboa, Carlos Avilez lembrava também o que fora o seu extraordinário relacionamento com o escritor aquando da representação, em 1966, pelo Teatro Experimental de Cascais, no vetusto Teatro Gil Vicente, da peça Mar, um êxito ainda hoje recordado, até porque nela entraram António Feio (pela primeira vez em palco) e Mirita Casimiro.

 

 

 

cyberjornal, 23 Janeiro 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!