«O Protagonista» em cena no Parque Palmela

Palco13encarn6ppPor: José d’Encarnação

Está em cena, no Auditório Fernando Lopes-Graça, no Parque Palmela, em Cascais, a peça, da autoria de Luís Lobão, intitulada «O Protagonista», numa realização da companhia Palco 13, aí residente desde 2010.

Estreada, para convidados, no passado dia 15, terá sessões de quarta a sábado, às 21.30 h, até 28 de Novembro. Para maiores de 16 anos.

 

 

 

 

 

 

 

Palco13encarn4ppA encenação coube a Marco Medeiros. Custódia Gallego, Sara Matos e Luís Barros foram os artistas convidados para se juntarem ao habitual elenco da Palco 13, que também integrou, desta feita, alguns dos antigos alunos da Escola Profissional de Teatro de Cascais. Aliás, Luís Lobão, que reside em S. João do Estoril, foi aluno dessa escola e também já representou no Mirita Casimiro.

Terá sido, sem dúvida, a vivência desses jovens em busca de uma oportunidade, os seus dramas e interrogações, o seu desejo de singrarem numa carreira – que, à partida, reconhecem ser bem difícil – que o inspiraram, pois, na verdade, o espectáculo verdadeiro seria uma teatralização do Dom Quixote, de Miguel Cervantes, que se estaria a desenrolar do outro lado do pano.

Os espectadores assistem, por coonseguinte, ao que se passa atrás, nos bastidores; às conversas dos actores antes e depois de entrarem em cena; ao nervosismo; à troca de roupa; à maquilhagem; aos incidentes; às guerras de camarim... Não hesitam em falar mal uns dos outros, numa trama em que a vontade de vencer é dominante e deixar de ser figurante e ter «falas» é a ambição mais ou menos por todos manifestada. No fundo, Romeu Vala é, ele, o jovem «protagonista» e é nele que mais se adensa essa ambição; mas todos anseiam o mesmo!...

Custódia Gallego incarna a actriz sabida, a geração experiente. Sara Matos, a jovem tímida, sabedora, que bem estudou os textos e os sabe identificar. Luís Barros é o contra regra, que dá as ordens, ares de dominador… Maria Camões simboliza a actriz rebelde e boçal. Tiago Retrê, o gordo a quem dão sempre papéis de gordo e, por isso, ele não consegue emagrecer!... Coio So traz original toque africano ao conjunto. O elenco inclui ainda Alexandre Carvalho, Catarina Aço Pinto, David Ferreira, Diogo Fialho, Gláucia Noémi e Inês Cunha. A dramaturgia esteve a cargo de Maria João Rocha Afonso e a coreografia deve-se a Inês Afflalo.

O auditório – que ora integra o Bairro dos Museus, sob tutela da Fundação D. Luís I – tem lotação para pouco mais de uma centena de espectadores. No dia da estreia, esgotou, como era de esperar – aliás, a Palco 13 costuma esgotar sempre os seus espectáculos – e podiam ver-se, entre a assistência, muitas caras conhecidas das telenovelas que não hesitaram em vir aplaudir longamente e de pé!

 

 

 

Mais imagens:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.971168116273329.1073742042.171996492857166&type=3&uploaded=8

 

cyberjornal, 18 Outubro 2015

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!