Mais sorrisos… precisam-se!

sorrisosmaisPor: José d’Encarnação

Pelamo-nos por uma boa anedota e não há (dizem) como o Português para se rir da sua própria desgraça; para, assim que o Governo inventa um novo imposto, lançarmos nós em cima dele bem divertida chalaça! Que «tristezas não pagam dívidas» e rir ajuda, de facto, a esquecer tamanha agrura em que se nos esvai a existência.

sorrisosMas… rir é uma coisa e sorrir uma outra! Preferíamos, na verdade, que mais gente pudesse sorrir, mesmo que – de quando em vez – fosse um daqueles sorrisos maliciosos (amarelos, não!) após saborosa anedota ‘picante’!...

Por isso, além das clínicas dentárias que apostam em nos pôr a sorrir com dentes alvos, certinhos e implantes a condizer com o nosso visual, melhorando-o até, há cada vez mais instituições particulares de solidariedade social que apostam em querer fazer mais gente sorrir de vontade, mormente quem, da classe média (hoje, sem dúvida, a mais destroçada pelos desastrados governos europeus…), não sente haver, no quotidiano, motivos bastantes para sorrir, porque inclusive lhe faltam cêntimos para satisfazer as necessidades mínimas do dia-a-dia. Assim, não há sorriso que valha!...

Criada em 2012, justamente com o objectivo de tentar minorar tantos atentados à nossa capacidade de sorrir, a Associação Mais Sorrisos – para além de imensa actividade desenvolvida, que pode ser acompanhada na sua página do facebook (https://pt-pt.facebook.com/grupo.mais.sorrisos) – está, neste momento, apostada em, rapidamente, poder vir a doar uma cadeira de rodas a uma criança que nasceu com paralisia cerebral. Não anda e não fala. Emprestaram-lhe, de facto, uma cadeira de rodas; contudo, não apresenta as condições de que necessita. A família não tem posses; a Associação Mais Sorrisos meteu mãos à obra. E está mui receptiva a quem queira colaborar para… «dar uma vida recheada de sorrisos a esta criança».

Sediada em Vila Nova de Gaia, a Mais Sorrisos tem os seguintes contactos: tel. 223 709 039 ou 924 023 530; e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

 

 

 

cyberjornal, 3 julho 2014

Para inserir um comentário você precisa estar cadastrado!